Terça-feira
25 de Setembro de 2018 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,06 4,06

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
32ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - São Pa...

Máx
34ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - São Pa...

Máx
31ºC
Min
18ºC
Poss. de Pancadas de

Sexta-feira - São Pau...

Máx
33ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva a

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

13/03/2018 - 14:54:16

A 8ª Vara Criminal de Maceió leva a júri popular, na quinta-feira (15), a ré Arlene Régis dos Santos, acusada de matar os filhos Antony Pedro Santos Nobre, de 7 anos, e Abelardo Pedro Neto, de 12 anos, em 2009. O juiz John Silas da Silva presidirá o julgamento, a partir de 8h, no Fórum da Capital. De acordo com denúncia, a mulher deu o medicamento Rivotril para os três filhos na noite que antecedeu o crime. Por volta das 3h de 29 de setembro de 2009, Arlene então estrangulou Antony e esfaqueou Abelardo. Ainda começou a estrangular o terceiro filho, Arlanicson Pedro Santos Nobre, então com 15 anos, mas desistiu de concluir o ato quanto a este, e foi absolvida sumariamente. O Ministério Público afirma que a ré cometeu o crime para se vingar do marido, que a deixou. Foi encontrada uma carta escrita por Arlene para o marido, em que ela confessa os homicídios e indica a motivação. Um laudo psiquiátrico constatou que Arlene é portadora de transtorno emocional instável de personalidade, subtipo Borderline. A defesa alegou que a ré seria inimputável, mas o juiz do processo em 2013, Maurício Brêda, considerou que a enfermidade não significa que a mulher não tem capacidade de entender o caráter criminoso do fato. Arlene encontra-se atualmente internada provisoriamente em um centro psiquiátrico.Diretoria de Comunicação - Dicom TJ/AL - INimprensa@tjal.jus.br - (82) 4009-3141/3240
13/03/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  332602
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.